Nossa História


A história da Nossa Casa começa em meados de 2010 quando amigos insatisfeitos com a casa de caridade que frequentavam resolveram, em comum acordo, abrir uma nova casa, onde a principal preocupação do grupo era de ter um espaço que se atende às pessoas espiritualmente, mas que também fosse espaço voltado ao estudo da Umbanda.
O início, como um todo, foi difícil e cheio de incertezas. A primeira dificuldade foi achar um local apropriado, que fosse de fácil acesso e que o locatário concordasse alugar para um terreiro de Umbanda. Vencida essa etapa veio à segunda dificuldade: a reforma do salão.
Quando entramos pela primeira vez no espaço hoje ocupado pela Nossa Casa, foi um banho gelado em todos. O local estava muito feio, cheio de entulho e por certo achamos que o local jamais ficaria agradável e bonito. Ledo engano.
Começaram as reformas, com recursos próprios e bastante empenho. Após cerca de 40 dias de árduo trabalho fizemos uma cozinha, dois banheiros, trocamos o piso, fixamos as pedras para assentar o Congá, montamos a tronqueira e conseguimos enfim deixar o espaço preparado para começar a trabalhar com a Força dos Guias e Orixás.
A partir desse momento começamos os assentamentos das forças e foram sete giras com as portas fechadas, para afinar o intercâmbio das forças dos médiuns e preparar a casa de caridade.
Em 02 de outubro de 2010 inauguramos a Tenda de Umbanda Nossa Casa Nosso Terreiro, cheios de insegurança e com receio de que após tanto empenho a casa não recebesse pessoas em busca de equilíbrio e ajuda espiritual. Ledo engano o nosso, o espaço é pequeno, mas o coração é grande e hoje temos uma assistência fiel e a cada trabalho recebemos novas pessoas. Dessas pessoas que chegam algumas buscavam o trabalho espiritual e dessa forma passaram a fazer parte do grupo de trabalho da casa.
Vemos a Nossa Casa, como é carinhosamente chamada por todos como um espaço simples e com as portas sempre abertas a receber pessoas de boa vontade e com vontade de aprender e participar. Temos uma forma objetiva de trabalhar com a espiritualidade onde o amor, a fé e a caridade são levadas a sério.
Cremos que somos todos espíritos em busca de iluminação espiritual, que como todos possuem erros e acertos em seu caminho, mas que não abandonam sua crença e nem seus Guias e Orixás.
A nossa meta é ajudar a quem precisa de socorro, orientar sobre os caminhos que levam ao Pai. Nenhuma ajuda é negada, mas todos são informados que não adianta buscar ajuda se não está preparado a mudar seus vícios e hábitos, ou seja, a reforma íntima. Dentro da religião não basta querer, temos que ter disciplina, respeito e determinação. Nada acontece por acaso, tudo depende do nosso empenho. Desta maneira fica mais fácil entender o porquê do sofrimento que muitas vezes enfrentamos em nossa existência, nunca estamos sozinhos em nossa caminhada.
A Nossa Casa foi aberta para receber todos os filhos de Oxalá e procuramos sempre ajudar a quem necessita e encaminhar que precisa.
Fomos escolhidos pelo Senhor Caboclo das Sete Encruzilhadas para abertura da Nossa Casa, é ele quem determina quem segue o caminho e nós seguimos seus ensinamentos quando ao anunciar a chegada da nova religião denominada Umbanda, em 1908, disse: “ Venho trazer a Umbanda, uma religião que harmonizará as famílias e que há de perdurar até o final dos séculos. Aqui inicia-se um novo culto em que os espíritos de pretos velhos africanos, que haviam sido escravos e que desencarnaram não encontram campo de ação nos remanescentes das seitas negras, já deturpadas e dirigidas quase que exclusivamente para os trabalhos de feitiçaria, e os índios nativos da nossa terra, poderão trabalhar em benefícios dos seus irmãos encarnados, qualquer que seja a cor, raça, credo ou posição social. A prática da caridade no sentido do amor fraterno será a característica principal deste culto, que tem base no Evangelho de Jesus e como mestre supremo Cristo. Assim como Maria acolhe em seus braços o filho, a Tenda acolherá aos que a ela recorrerem as horas de aflição; todas as entidades serão ouvidas, e nós aprenderemos com aqueles espíritos que souberem mais e ensinaremos aqueles que souberem menos e a nenhum viraremos as costas e nem diremos não, pois esta é a vontade do Pai”.
Diante disso não temos nenhuma outra opção a não ser agradecer por fazer parte dessa religião e ter a consciência de levar a todos uma palavra de alento e conforto.
Nosso culto é chamado trabalho, sendo assim: Trabalhamos e seguimos nosso caminho pela vontade do Pai Criador.
Como o combinado no início da Tenda de Umbanda Nossa Casa Nosso Terreiro, hoje temos vários trabalhos abertos e a disposição de todos que procuram: Estudo da Umbanda, Desenvolvimento mediúnico, atendimento de Reiki e Gira de Atendimentos por parte dos Guias.